segunda-feira, 22 de outubro de 2012

LEITURAS DE DOMINGO

 
Tarde de domingo na Lagoa da Conceição (foto: elaine borges)

Domingo nublado, bom para ler, bebericar um bom vinho, comer macarrão ao pesto e ler. Retomei a leitura do 2666, do Roberto Bolaño. Ao decidir ler este livro, foi necessário tomar outra providência: comprar um "porta Bíblia" (essa peça de madeira tem um nome, mas não sei). Minhas mãos não suportam segurar um livrão de 850 páginas. Mas já li a primeira parte  de um total de cinco e, à medida que avanço na leitura, redescubro como é prazeiroso ler bons textos, onde cada parágrafo exige a continuação da leitura, avançar mais e mais, seguindo a procura de quatro intelectuais em busca de um escritor fictício e misterioso, Benno von Archimboldi. No livro, o escritor faz citações de outros escritores, faz reflexões sobre a vida, há momentos de suspense, humor, ceticismo... Por enquanto estou adorando a leitura.

2 comentários:

  1. Fetter, pra nós que tb gostamos de dias cinzentos, programão e tanto.

    Beijos

    ResponderExcluir